domingo, 7 de dezembro de 2014

Só leite materno é o suficiente?

Tenho lido algumas coisas sobre a alimentação de bebês recém-nascidos e resolvi trazer algumas informações. 

Com tantas propagandas de opções para lanches e "praticidades" alimentares na mídia e tantas outras receitinhas de vizinhas e avós, achei que seria bacana trazer informações com embasamento de estudos e profissionais competentes.

Nesta pesquisa achei o perfil da nutricionista materno-infantil KatiaMaria Cili no facebook, aqui o link:https://www.facebook.com/katia.cili. Vale a pena conferir, ela trás muitas informações e com certeza ajudará as mamães (:

A Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda que até os 6 meses seja oferecido somente o leite materno, após os 6 meses pode ser introduzido outros alimentos, porém a amamentação pode ser dada até 2 anos ou mais. É a criança que vai largar o peito sozinha quando ela se sentir preparada. Amamentar sempre que a criança solicita não é 'manha' da criança, se ela solicita o peito é porque ela está com sede,  fome, ou quer o contato com a mãe.


No manual do aleitamento da Unicef diz que:
O aleitamento materno tem vantagens para a mãe e para o bebé: o leite materno
 previne infecções gastrintestinais, respiratórias e urinárias;
 o leite materno  tem um efeito protetor sobre as alergias, nomeadamente as específicas 
 para as proteínas do leite de vaca; o leite materno faz com que os bebés tenham uma melhor adaptação a outros alimentos. A longo prazo, podemos referir também a importância
 do aleitamento materno na prevenção da diabetes e de linfomas. No que diz respeito às vantagens para a mãe, o aleitamento materno facilita uma involução uterina mais precoce, e associa-se a uma menor probabilidade de ter cancro da mama entre outros. 
Sobretudo, permite à mãe sentir o prazer único de amamentar.

O que mais assusta é que muitas vezes para praticidade da mãe, se inicia a introdução de alimentos antes dos 6 meses com a ideia de que o leite materno não é suficiente. Está ERRADO! O leite materno é o suficiente para o bebê, e não existe leite fraco #mito!

Mamães, evitem alimentos industrializados. Pode ser prático, mas nada saudável. Alimentos pobres em nutrientes, cheeios de açúcar e sódio. É isso que você quer para seu bebê?




Evite papinhas industrializadas, cheias de conservantes e pobres em nutrientes e a criança precisa sentir os sabores, de frutas e legumes inteiros (deixe a criança segurar o alimento, lembre-se se sujar faz bem sim!) raspadinhos ou amassados.




Praticidade? Vilões!!!!!

Já vi muitas mães colocando refrigerante na mamadeira, ABSURDO! Se seu filho está com sede dê água se ele está com fome de uma fruta! E cuide com as bolachas tipo Maria ou Maizena. Elas são cheias de açúcar e pobres em nutrientes, que tal dar uma fruta ao invés de bolachinhas? Elas vão amar!!!!


E o Danoninho? Não, ele não vale por um bifinho!Seu filho não precisa de um produto  açucarado, cheio de conservantes, o próprio fabricante recomenta para crianças acima de 3 anos!


Sabe do que seu filho precisa? Nutrientes!!!

Ahh e evite sucos, se eles estiver com sede, água!!!!





Mamães procurem um pediatra (cuidem, muitos ainda recomendam bolachinhas e danoninhos) , mas também procurem um nutricionista. Não caiam em dicas de vizinha (só se ela for nutricionista! hehehe), cuide da alimentação dos pequenos e eles serão adultos mais saudáveis!!!!


Artigos:
http://www.unicef.pt/docs/manual_aleitamento.pdf
informações e imagens: Google imagens e https://www.facebook.com/katia.cili?fref=photo.


Ângela Monticelli



Nenhum comentário:

Postar um comentário

© Projeto Templo Saudável - 2013. Todos os direitos reservados.
Design by: Colorize Desin.
Tecnologia do Blogger
imagem-logo